Mission, Castro e Haight-Ashbury – um tour pelos bairros de SanFran

Vou relatar minha visita aos 3 bairros e o que achei de cada um deles. Visitei todos no mesmo dia, nessa ordem: Mission, Castro e Haight-Ashbury.

 

Mission

Mission é um distrito de San Francisco conhecido como bairro latino. Muitos artistas e institutos culturais estão localizados neste bairro, e para os amantes de arte de rua, é um deleite!

Tive a sorte de visitar poucos dias após a comemoração do Dia dos Mortos (2 de novembro), então encontrei muitos lugares ainda enfeitados para esta festa linda. Segundo a crença popular, neste dia os mortos têm permissão para visitar seus parentes e amigos. Então tem muita caveirinha decorada e doces típicos.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

O bairro é recheado de arte de rua, com manifestos à favor dos latinos, mulheres, etc. Basta vagar pelas ruas e se perder em tanta beleza espalhada pelos muros. Mas dois becos são famosos pelos seus painéis: Clarion Alley (entre ruas 17th e 18th) e Balmy Alley (Balmy street). E vale muito à pena a visita!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Onde comi

Após tanta arte, deu fome. Almocei no Tacolicius, e foi uma escolha super acertada!

Como minha visita aconteceu num domingo, tinha fila de espera para almoçar. Uma vantagem de viajar sozinha é que fica mais fácil arrumar lugar pra um, e o bar mais uma vez me salvou.

Sentadinha no bar, pedi uma margarita! Enquanto escolhia o que ia almoçar, um garçom (lindo) trouxe nachos com molhinhos e chilli de cortesia. Escolhi tacos de peixe (baja-style pacific cod) e de carne (traditional carnitas), e estavam deliciosos! Recomendadíssimo o lugar.

IMG_0072

 

Seguindo o tour por Mission, a casa das Mulheres (The Women’s Building) é um centro comunitário para arte e educação, sem fins lucrativos que luta pela igualdade de gênero e justiça social. Não entrei, mas sua fachada é toda pintada enaltecendo as mulheres. Lindo de ver.

 

IMG_3584

IMG_3587
3543, 18th street

Na mesma rua, um pouquinho mais a frente, fica uma sorveteria muito citada em vários blogues, a Bi-rite. Não fui, então não posso dizer se é bom mesmo.

Seguindo mais um pouquinho, encontramos o parque Mission Dolores, todo reformado, tem um gramado lindo, ótimo para um piquenique.

 

Missão Dolores

Estava caminhando perto do parque quando escuto uns sinos tocando. Fui em direção aos sinos e encontrei a Missão Dolores – São Francisco de Assis.

A Missão de São Francisco de Assis foi fundada em 1776, também ficou conhecida como missão Dolores pela presença de um riacho vizinho chamado Arroyo de los Dolores.

Um parêntese sobre as Missões Católicas na Califórnia – como parte da colonização espanhola, foram criados pontos religiosos em toda região hoje conhecida como Califórnia, com intuito de catequizar os nativos americanos (conhecemos essa história).

Mas voltando aos sinos, fui seguindo seu som até encontrar a Igreja e a Missão original a seu lado, a Santa Missa estava para começar, e como boa Católica não poderia perder. Mas, para minha surpresa, ao invés de participar da missa em inglês (era o que eu esperava, afinal estava nos EUA), a missa foi em Espanhol!!! Claro, era o bairro latino! Neste dia, era comemoração de um santo peruano (não lembro seu nome), por isso se vê uma procissão se formando em frente a igreja.

IMG_3598
Missão original a esquerda e a Igreja de São Francisco de Assis a direita.
IMG_3594
Cemitério nos fundos da Missão
IMG_3593
Achei o máximo um altar menor dentro da igreja todo decorado como a tradição do Dia dos Mortos

 

 

Castro

Fui seguindo a pé mesmo até o distrito vizinho do Castro. O Castro foi um dos primeiros bairros gays dos EUA. Seu morador mais famoso foi Harvey Milk, um grande ativista da causa gay.

Andando pelo bairro, encontramos muitas bandeiras do arco-íris, e na esquina das ruas Castro com a 18, a faixa de pedestres também representa o arco-íris.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Subindo a Castro street em direção à Market street, tem várias lojinhas legais e algumas casas com fachadas divertidas. Adorei a Cliff’s Varieties, com vários itens legais como as velas ai embaixo. Também tem a loja Hot Cookies com biscoitos em formatos diferentes (se é que você me entende).

IMG_0073
A vela que substitui a academia é tudo!

 

Castro Theater

O Castro Theater fica lá no topo da rua Castro. Eles exibem vários filmes, não apenas os relacionados ao movimento LGBT. Talvez a atração mais legal seja o Sing Along, a exibição de um musical, onde a platéia é convidada a cantar junto. Minha maior tristeza foi que não teve nenhum Sing Along durante minha estada em San Francisco. Mais um motivo para voltar!!

IMG_3614

Alí pertinho também fica o bar Twin Peeks, o primeiro bar gay da cidade e talvez dos EUA. Vale parar lá para um beberisco.

Na esquina das ruas Castro com a Market fica a Harvey Milk Plaza e uma super bandeirona do arco-íris. Um pouco mais a frente fica o Pink Triangle, uma homenagem aos gays mortos pelo nazismo.

 

Haight-Ashbury

Do Castro para Haight-Ashbury eu fui de ônibus. Esse distrito tem o nome de duas ruas que se encontram. Famoso por ser bairro hippie.

Eu particularmente não gostei. Muita loja de quinquilharia, mais moradores de rua que o normal de San Francisco (que tem uns 3 por esquina), muita gente digamos diferente. Tinha um coroa andando na rua com botas de cano alto toda de pêlos e apenas um pequeno triangulo de feltro vermelho cobrindo seu “urinador”, e ele estava curtindo demais o alvoroço que causou na rua e nem ligava pro povo tirando foto dele. Eu não tirei, fiquei com vergonha por ele.

Relativamente legal ver a antiga casa do Jimmy Hendrix (1524, Haight st), acima de uma tabacaria (foto abaixo). Não gostei da loja de tye-dye muito citada pelos blogs, a Jammin on Haight; e muito menos da loja de discos de vinil Amoeba Music, achei suja e decadente.

Gostei de umas lojas de esquisitices falsas, como o esqueleto de 2 cabeças (foto abaixo). Foi só o que salvou na minha opinião.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Você já visitou esses bairros? O que achou?

Dúvidas, sugestões?

Deixa pra mim nos comentários!!

Anúncios

6 comentários

  1. Adorei os grandes murais de arte pop nas ruas. Lindo de ver e tudo free (Risos). Também percebi a presença grande de católicos na cidade. Não visitei Castro, nem Haight-Ashbury. Como minha passagem foi curta me concentrei nos pontos mais tradicionais. Como já disse em outro post, com seus relatos, vou ampliando minha visão de San Fran! Tenho muita vontade de voltar. Parabéns pelo post. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s